PROJETO ATENDIMENTO FRATERNO

APRESENTAÇÃO

O MOVIMENTO INTRA-RELIGIOSO DE UNIÃO AFRO – MIRUA é formado por um grupo de “TAREFEIROS UMBANDISTAS”, cujo trabalho não se restringe às questões dos templos à que estão filiados, já que se vislumbra a possibilidade de intervenção e contribuição fraterna para o crescimento intelectual e moral dos praticantes de nosso credo, sempre através de ações planejadas e coordenadas, buscando condições para uma convergência entre seus membros, pois desta forma será uma realidade o aperfeiçoamento dos líderes de terreiros, assim como das comunidades de axé em geral. Arduamente o MOVIMENTO INTRA-RELIGIOSO DE UNIÃO AFRO – MIRUA – tem desenvolvido, entre suas ações, desde a sua fundação, em 01 de maio de 2013, iniciativas para que os adeptos dos segmentos das Umbandas e dos Candomblés possam vislumbrar novos horizontes nas respectivas missões que lhes foram confiadas. Neste projeto, doravante denominado “ATENDIMENTO FRATERNO”, evidenciaremos a CONVERGÊNCIA como marco principal e princípio basilar, mas visando facilitar o acesso a orientações fraternas.

JUSTIFICATIVA

Aqueles que lideram os trabalhos espirituais e seus desdobramentos, tais como, Pai ou Mãe no Santo, Yalorixá, Babalorixá, Zelador, Zeladora ou simplesmente Dirigente Espiritual, nos mais diversos terreiros das Umbandas e dos Candomblés, invariavelmente são vistos pelo público em geral como alguém infalível, inatingível, acima do bem e do mal e, em alguns casos, imagina-se que sejam onicientes, onipotentes ou algo parecido. Porém, antes de ascenderem ao mais alto cargo de uma Casa de Axé, eles eram, são e serão sempre seres humanos. E quando chegam os desafios da missão, deparando-se, por exemplo, com a luta pelo direito, pelo conforto de um irmão, sem muitas vezes ter hora para repousar, sem ter hora para si mesmo, sem pertencer-se, pois quando lhes foi determinado a liderança de uma casa espiritual desvencilharam-se das vaidades, desfizeram-se das riquezas, adotando apenas a simplicidade e singeleza. Comparados as vezes como verdadeiros muros, tão sólidos, indestrutíveis, mas de carinho e apoio eles precisarão receber, pois quantas vezes, sacrifícios que somente eles poderão aquilatar, tais como as falsas amizades, as palavras injuriosas a seu desfavor, entre outras demandas. É nestes momentos que precisam de uma palavra amiga, um carinho, a orientação de um mais velho, que assim como ele pode ter vivido tudo isso e muito mais. E o PROJETO ATENDIMENTO FRATERNO acaba se justificando, pois é uma modalidade de atendimento preliminar, básico, mas muitas vezes efetivo, já que é muito coerente com a nossa contemporaneidade, uma vez que possibilita a escuta e o acolhimento da pessoa  em seu momento de fragilidade e de cuidados psicológicos, o que será pautado através de orientações.

PUBLICIO ALVO

Todos os sócios do MIRUA e qualquer pessoa por estes indicada e que seja de suas respectivas comunidades de axé, que necessitarem emergencialmente de orientações do PROJETO ATENDIMENTO FRATERNO.

OBJETIVOS GERAIS

Estabelecemos como objetivos gerais facilitar o acesso à orientações, aconselhamentos e acolhimento das                     comunidades de terreiros em geral, promover o autoconhecimento, o auto cuidado, a qualidade de vida e o equilíbrio entre as pessoas alcançadas pelo projeto e  a partir das experiências e buscar no acolhimento o grande diferencial transformador.

METODOLOGIA:

As ações propostas neste projeto incluem orientações fraternas preliminares, previamente agendadas através dos telefones que o MIRUA estará disponibilizando. Os atendimentos ocorrerão sempre de acordo com a disponibilidade de agenda da executora do projeto e cada atendimento poderá ter duração máxima de 50 minutos, tempo comumente considerado suficiente na prática clínica. Porém, é importante ressaltar que o tempo de  atendimento poderá variar bastante de uma pessoa atendida para outra.

EQUIPE EXECUTORA:

Andréia Oliveira de Menezes – Psicóloga com formação em Psicologia pela Universidade Gama Filho em 1989, formação em Psicologia Clínica  – UGF – 1990, membro da equipe do Serviço de Recursos Humanos do Instituto de Pesquisa Evandro Chagas – Fiocruz, exercendo a chefia por 10 anos, com prática em Desenvolvimento de RH, aconselhamento, treinamento de pessoas e avaliação e desempenho de Equipes.

A secretaria do MIRUA será a responsável por agendar os atendimentos, sempre de acordo com a disponibilidade da psicóloga executora.

CONCLUSÃO

Certos de que desenvolveremos mais um sagrado trabalho, que certamente trará inúmeros benefícios as comunidades de Terreiros, entre os quais adeptos e transeuntes, aproveitamos a oportunidade para renovarmos votos de elevada estima, consideração e nos colocamos à disposição para eventuais esclarecimentos.

Fraternalmente

Luis Fernando Barros

Tarefeiro MIRUA

www.mirua.com.br

MIRUA: RUMO À REGENERAÇÃO!